A mudança no método de fixação das cadeirinhas para transporte de crianças em automóveis – com a implantação do sistema Isofix – pode ser antecipada em todo o país. O Isofix já é usado na Europa há cerca de 20 anos e é obrigatório em países como os Estados Unidos.

No Brasil, o sistema é oferecido apenas em carros de luxo.Para o especialista em trânsito ouvido pela reportagem, o Isofix é mais seguro que a forma atual de fixação, pois a cadeirinha fica presa à carroceria do carro. Hoje, na maioria dos veículos, é o cinto de segurança que prende o objeto, que só deve ser colocado no banco traseiro.

A determinação do Contram não impede o uso da cadeirinha antiga. Mesmo com o novo sistema implementado no carro, o condutor poderá optar pelo mecanismo de proteção que preferir.